Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Conheça as técnicas de lifting com fios de PDO

Nos últimos anos a tecnologia em procedimentos estéticos tem aumentado cada vez mais. Os tratamentos com fios de PDO tem sido considerados tendências e vem ganhando espaço no setor da beleza  por apresentar resultados impressionantes que preservam ou devolvem as características e beleza natural da pele de cada paciente.  Você sabe o que é, como eles agem e para quem é recomendado? Acompanhe esse conteúdo e conheça as técnicas de lifting com fios de PDO. 

A perda de colágeno com o passar dos anos e amadurecimento da pele é natural, mas também pode ser acelerado por fatores externos, como a exposição aos raios ultravioletas, consumo exagerado ou restrição de alguns alimentos, estresse, tabagismo, dentre outros. 

Com a produção desacelerada dessa substância no organismo, a pele começa perder a hidratação, fica mais frágil e elástica, gerando as tão temidas rugas e marcas de expressões. Para prevenir esse processo, é necessário adotar um estilo de vida saudável, atrelando alimentação balanceada aos exercícios físicos e até mesmo procedimentos estéticos como as técnicas com fios PDO, que auxiliam  na manutenção do colágeno e devolvem a jovialidade da pele. 

O que são os fios PDO e como eles agem?

Os Fios de polidioxanona (PDO) são fios sintéticos de dermosustentação, biodegradáveis e biocompatíveis com o organismo que apresentam baixo risco de alergias aos pacientes que se submetem às técnicas.  Os fios PDO podem ser de tração e estimuladores de colágeno ou somente agirem como bioestimuladores, o que vai depender da necessidade de cada paciente e da forma como são aplicados. 

Na técnica em que os fios são utilizados somente como bioestimuladores, o organismo tenta degradar os fios introduzidos por hidrólise e a medida que vão perdendo o volume externo e sendo reabsorvidos, as células responsáveis pela produção de colágeno trabalham mais para dar origem ao colágeno novo, que serão depositados na mesma localização que os fios ocupavam. Após amadurecer, o colágeno aumentará a sustentação da pele e melhorará sua flacidez naquela região, portanto, o resultado não é imediato. 

Já na técnica de tração, o colágeno será estimulado da mesma maneira, mas esse método posiciona os fios debaixo da pele e com a retirada da agulha, ele é tracionado, promovendo o efeito lifintg imediado do tecido.

Como são feitos os procedimentos?

Ambos os procedimentos são considerados simples e seguros que podem ser realizados no próprio consultório do dermatologista e duram em média trinta minutos. 

Após a aplicação da anestesia na região que será tratada, os fios são introduzidos através de agulhas de acupuntura. Esse método normalmente não apresenta sinais de que foi realizado. Raramente surgem pequenos hematomas, que podem perdurar em média por sete dias, mas que são facilmente disfarçados com corretivo.

O paciente pode realizar suas tarefas normalmente ao final do procedimento, não há necessidade de repouso ou afastamento das tarefas cotidianas. 

Quais regiões podem ser tratadas?

Qualquer região do corpo que apresente flacidez pode ser tratada com os fios PDO, alguns lugares que são frequentemente acometidos ao procedimento são:

  • Pálpebra inferior;
  • Região entre as sobrancelhas;
  • Linhas do sulco nasogeniano;
  • Linhas de “marionete”;
  • Pescoço flácido;
  • Papada flácida;
  • Braços;
  • Coxas;
  • Abdômen.

Quem pode realizar?

O tratamento com fios PDO são indicados para pessoas que buscam tratar a flacidez da pele, independente da idade.

Para jovens adultos que estão começando a notar leves alterações nas condições do rosto, a técnica impede que a flacidez se instale. Já para pacientes com idades mais avançadas e maior perda de colágeno, os fios PDO buscam reverter o quadro, devolvendo ao rosto a jovialidade de forma modesta. 

Em casos onde as rugas estão muito avançadas, são geralmente associados outros tratamentos como a aplicação de toxina botulínica para obter resultados mais satisfatórios. 

Assim, quando possível, é recomendado que a técnica seja realizada como método preventivo para garantir resultados mais intensos. 

Se interessou pelo tratamento com fios PDO ou deseja saber mais detalhes? Entre em contato e agende uma avaliação. 

Referência: DE ALBUQUERQUE, L.V; RESENDE, N.C; MONTEIRO, G.Q.M; DURÃO, M.A. Lifitng Facial não cirúrgico com fios de polidioxanona. Acesso em 23 ago 2021. Disponível em https://cro-pe.org.br/site/adm_syscomm/publicacao/foto/165.pdf#page=39 

0/5 (0 Reviews)

Deixe um comentário

Assine e receba conteúdos exclusivos e atualizações do blog